REPRESENTATIVIDADE

é poder !

 

Quem Somos

#VoteLGBT é um coletivo que desde 2014 busca aumentar a representatividade de LGBT+ em todos os espaços, principalmente na política.

Entendemos que a diversidade é um valor fundamental para a democracia, por isso, também enxergamos a representatividade de forma interseccional às pautas de gênero e racial.

A cada eleição, fazemos campanhas que possuem dois objetivos principais:

1) Dar visibilidade a candidaturas pró-LGBT.

2) Incentivar as pessoas, LGBTs ou não, a incluírem demandas de respeito às diversidades sexual e de gênero nos critérios de escolha do seu candidato.

 

Além do trabalho nas eleições, realizamos pesquisas durante as principais manifestações da comunidade LGBT+  para identificar o perfil do público frequentador.

 
C00170472.jpg

Ajuda a gente!

O #VoteLGBT está crescendo e precisa de recursos para fazer projetos incríveis e com alcance ainda maior.

Também pensa que representatividade é poder? Venha com a gente nessa causa.

Sua doação será creditada para o Instituto Sincronicidade Para Interação Social - ISPIS, nosso apoiador fiscal, que recebe e gerencia os recursos recebidos via PayPal.

Eleições

Em 2018, tivemos um grande aumento no número de candidaturas que defendiam as pautas LGBT+.

E não foi só isso! Foram eleitas 6 deputadas estaduais, um deputado federal e 1 senador declaradamente do vale!

Estamos ocupando a políica! Esse espaço também é nosso!

Confira como foi a nossa atuação desde 2014.

Candidaturas Pró-LGBT

Candidaturas ao Legislativo que de declaram a favor de direitos LGBT+ em %

Pesquisa é pressão

Desde 2016 realizamos pesquisas em diversas manifestações LGBTs pelo país. A análise dos resultados nos ajudam a traçar estratégias e funcionam como instrumento de pressão política.


  • 14 pesquisas em manifestações LGBT+

  • 4 cidades abrangidas

  • 7.000 entrevistas presenciais

  • 16.000 entrevistas presenciais

  • mais de 300 voluntáries envolvides

Conquistas

Vitória trans na política! As candidaturas trans terão sua identidade de gênero respeitada e as pessoas poderão usar seu nome social nas eleições de 2018.

Vitória também para as todas as mulheres trans, que agora passam a fazer parte da cota feminina (a Lei exige que 30% das candidaturas de um partido ou coligação sejam de mulheres).

Foi feita uma consulta pública (um pedido de esclarecimento ao TSE) apresentada a pedido do #VoteLGBT pela senadora Fátima Bezerra, representada pelo advogado Ademar Costa Filho.

O advogado Paulo Iotti, do GADvS, também participou da consulta por meio de um parecer (uma opinião favorável).

 

Programa exibido dia 21/07/2018

No vídeo, uma matéria linda do programa Como Será?, da Rede Globo, contando um pouco da nossa história e como essa vitória aconteceu. 

 
 
titulo-eleitora-marcela.jpg

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

* campo obrigatório