Hnet-image (5).gif

O #VoteLGBT está na 21ª Bienal de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil acontece entre 09 de outubro de 2019 a 02 de fevereiro de 2020 no Sesc 24 de Maio em São Paulo com a obra Voçoroca.

Voçoroca  

"Terra rasgada" em tupi guarani, voçoroca é um fenômeno da natureza em que águas subterrâneas provocam um desmoronamento na paisagem, criando um buraco ou um vale. No mesmo sentido, as ações do #VoteLGBT querem tornar o Sesc 24 de Maio uma paisagem mais empática para a população LGBT+.

PRÓXIMOS EVENTOS

 

 

Hnet-image (7).gif

Poupatempo LGBT+

Sesc 24 de maio | Térreo

Quer ajuda pra trocar o nome e gênero nos documentos?

Orientação para fazer o seu currículo?

O poupatempo LGBT+ é um guichê de serviços de apoio a população LGBT+, especialmente à população trans. Oferecemos ajuda para retificação de nome e gênero nos documentos, para fazer e imprimir currículo e damos apoio a vítimas de violência.

De 15 de outubro a 02 de fevereiro

  • terças, quartas e quintas, das 16h às 20h

  • sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h 

 

IMG_20191004_234745_443.jpg

PARQUE DE DIVERSÕES

SESC 24 DE MAIO | 3º ANDAR

Nossos corpos são controlados por regras visíveis - as leis e normas do país - e invisíveis - a cultura em que vivemos. Em parceria com o Fast Food da Política, desenvolvemos dois jogos que promovem formação política, relacionando gênero e identidade LGBT+: 

Direitos e Preconceitos

Você sabe quando foi o fim da pena de morte para LGBT+ no Brasil? E quando aconteceu o primeiro beijo “gay” numa novela brasileira? 

Direitos e Preconceitos é um jogo de perguntas e respostas que convida a conhecer alguns marcos históricos e desafios da luta da população LGBT+ no país.  

Fogo no Parquinho

Muitas conquistas foram alcançadas nos últimos anos mas ainda vivemos num sistema que adoece, exclui e mata pessoas LGBT+. O objetivo do Jogo Fogo no Parquinho é derrubar esta estrutura centralizada, distribuindo poder e autonomia para todas e todos. Mas atenção: a missão só será cumprida se as bases para um novo sistema social forem criadas!

De 15 de outubro a 02 de fevereiro

terças e sextas, das 13h às 17h

 
 
calendarios-vocoroca-PARQUINHO.png



 

 

IMG_20190919_172609_551.jpg

biblioteca cláudia celeste

Sesc 24 de maio | 5° andar

Uma biblioteca com dezenas de títulos LGBT+: infantis, HQs, contos, poesia e literatura. 

O nome da biblioteca é uma homenagem a Cláudia Celeste, a primeira travesti a fazer parte de uma novela brasileira, em 1977.

De 15 de outubro a 02 de fevereiro

  • de terça a sábado das 9h às 21h

  • domingos e feriados das 9h as 18h

 

cartaz-vb-final-27.09.2019-verso.png

#MapaLGBT

Estamos mapeando os espaços acessíveis para pessoas LGBT+. Equipamentos públicos, centros de referência, espaços de cultura, esporte, jogos de tabuleiro, grupos religiosos, serviços de saúde e muito mais. Um poster com o levantamento preliminar de São Paulo está disponível gratuitamente no SESC 24 de maio, como parte da obra Voçoroca.

Sentiu falta de alguma coisa? Para incluir outros espaços acessíveis no mapa, faça um post marcando #MapaLGBT ou inclua manualmente no formulário abaixo.

 
Que tipo de espaço você quer incluir *
pode marcar mais de uma opção se precisar
espaço físico acessível ou espaço de referência na internet
descreva por que o espaço é acessível para pessoas LGBT+

 

Hnet-image (8).gif

AULA ABERTA no Largo do Arouche

Largo do arouche

Ancestralidade LGBT+, com Thais Azevedo e Paula Beatriz de Souza Cruz

Uma conversa sobre os caminhos abertos pelas gerações anteriores e as possibilidades de transmissão do conhecimento LGBT+, sua luta e resistência. 

12 de outubro, sábado as 14h

Paula Beatriz de Souza é licenciada em Pedagogia e pós-graduada em Gestão Educacional e em  Docência no Ensino Superior, atualmente é diretora de uma escola na rede estadual na cidade de São Paulo.

Thais Azevedo é socio-educadora e umas das fundadoras do Centro de Referência e Defesa da Diversidade (CRD) da cidade de São Paulo.

aulaaberta.jpg

Baile das Gayrotas

Sesc 24 de maio | varanda

Desde o final do século 19, drag queens e kings têm elevado à máxima potência questões de performance e de expressão de gênero na sociedade. Disponibilizando acessórios como plumas, perucas, glitter, bigodes e chapéus, a ação cria uma espécie de microfone aberto para quem quiser se montar na hora e dublar uma música. Para as integrantes do Baile das Gayrotas, todas e todos podem ser drag, independentemente de quem for.

19 de outubro, sábado

  • 19h às 20h30